A linha fria do horizonte (trailer)

Hoje o blog tá meio “agauchado”. Mas por ótimas causas.

Segue o trailer de “A Linha Fria do Horizonte”, documentário musical que mostrará a obra e o pensamento de um grupo de cancionistas do sul do Brasil, Argentina e Uruguai que compartilham o fato de representar em sua obra a paisagem e o sentimento do local onde vivem, ignorando as fronteiras entre os países. O brasileiro Vitor Ramil, os uruguaios Daniel e Jorge Drexler e o argentino Kevin Johansen são alguns dos artistas que por meio de suas criações, cada um a sua maneira, refletem sobre as questões da identidade local e global permeadas pelo frio.

Documental musical sobre la obra y el pensamiento de un grupo de cancionistas del sur de Brasil, Argentina y Uruguay que comparten el hecho de representar en sus obras el paisaje y el sentimiento del lugar donde residen, sin hacer caso de las fronteras. El brasileño Vitor Ramil, los uruguayos Daniel y Jorge Drexler y el argentino Kevin Johansen son algunos de los artistas que a través de sus creaciones, cada cual a su manera, reflexionan sobre asuntos de identidad local y global atravesadas por el frío.

Noite de clássicos

Vitor Ramil me emocionou diversas vezes ontem, no show que fez no Café Vinilo.

Destaque para a versão de Noite de São João com a gaita de boca de Franco Luciani. De arrepiar. Para quem quiser conferir, ainda há mais um show, hoje.

Ele contou duas coisas que não sabia. A primeira é que Neve de Papel foi composta aqui em Buenos Aires e inspirada na chuva de papel picado que a galera do mercado financeiro joga das janelas, no centro, no último dia do ano. Depois, que Austronauta Lírico também começou a ser composta aqui e que a capital argentina seria a “cidade magnífica” de que fala a letra.

Para completar, adiantou um montão de informações sobre o novo disco, FOI NO MES QUE VEM, que está sendo financiado via Crowfounding. O  álbum, duplo,com 26 músicas, será lançamento no segundo semestre deste ano e terá diversas participações especiais, como a de Jorge Drexler e Milton Nascimento, que já gravou os vocais de “Não é Céu”. Outras duas importantes participações a aparecer em “Não é céu” serão o percussionista argentino Santiago Vazquez (da Bomba del Tiempo) e o baixista André Gomes. Junto com o disco sai o songbook, com 60 composições, com acordes, arpejos, afinações preparadas ou melodias, entre outras coisas. Uma parte do disco está sendo gravada aqui em Buenos Aires.

Quem quiser colaborar para que este projeto se viabilize POE O DEDO AQUI

Deixo vocês com Vitor Ramil cantando um “tangazo”, Yira, Yira

Yira, Yira

Dicas para o fim de semana em Buenos Aires

  • Ruben Rada e seu Álbum Negro – Amanhã, única apresentação deste grande músico uruguaio. O disco que leva o nome do show inclui 50 músicas de sua discografia. O concerto é no ND Ateneo e as entradas começam em 80 pesos.
  • Los Posibles  – A mídia argentina publicou boas críticas sobre este espetáculo de dança contemporânea que estréia hoje, no Centro Cultural San Martin.  O grupo, chamado KM29, é composto por adolescentes sem formação coreográfica, que vivem em González Catán ( justamente no quilometro 29 da rodovia 3). Completam o grupo dois bailarinos profissionais. O trailer está abaixo.
  • Buenos Aires Market – Este final de semana acontece a segunda edição desta feira, que rola em San Telmo, e visa difundir a produção organica da cidade. ESpero que eles tenham se organizado um pouco mais porque da primeira vez estava tudo lindo mas era impossível comprar algo. Tinha gente saindo no tapa por uma baguete. É no sábado e domingo, na Av. Caseros, entre Bolívar e Defensa.

  • Exposição San Telmo Recuerda  – O ESpaco Giesso (Cochabamba 360) apresenta 50 fotos sobre a vida cotidiana de San Telmo anterior ao ano 2000 (famílias, festivais, fotos de rua, do comércio, etc), recolhidas por meio de uma convocatória entre os vizinhos.  Mais de 700 imagens chegaram ao projeto!

  • Bye Bye American Pie – Últimos dias para ver esta ótima exposição de fotografia, no Malba.E já que estamos por lá, a não perder Brailles y relecturas de la Biblia, de Leon Ferrari, um dos grandes artistas argentinos.